Após PED, Humberto defende fortalecimento do campo da esquerda

Líder do PT no Senado Federal, o senador Humberto Costa (PE) comemorou o resultado do Processo de Eleição Direta (PED) do partido, ocorrido no último domingo (8), no qual seu grupo político saiu vitorioso. Apoiada por nomes como Humberto Costa, o deputado federal  Carlos Veras e os deputados estaduais Ducicleide Amorim e Doriel Barros, além do vereador João da Costa, a chapa Unidade na Luta por Lula Livre foi a grande vencedora do Processo de Eleição Direta (PED) do Estado, que teve a sua votação finalizada no final da noite desta segunda-feira.

Quase 20 mil pessoas participaram do PED em Pernambuco, que foi disputado por seis chapas estaduais. Do total, cerca de 37% ficou com a Unidade na Luta. Em segundo lugar, ficou a chapa Força Militante com 29% dos votos. Em terceiro lugar, aparece a Frente Ampla – Lula Livre com 19,5%. Em quarto, aparece a Resistir com Lula Livre com 9%.  Juntas, as outras duas chapas somam cerca de 5%.  Nos próximos dias 19 e 20 de outubro, o PT de Pernambuco deve realizar o seu Congresso Estadual, que deve escolher o nome do novo presidente estadual do partido. A Unidade na Luta indicou o nome de Doriel Barros para o cargo.

“A nossa chapa vai constituir uma maioria importante para fazer com que o PT de Pernambuco continue alinhado às posições do PT nacional, fortalecendo as nossas relações políticas do campo da esquerda com diversos outros partidos com os quais estamos construindo uma grande unidade para enfrentarmos os retrocessos do governo Bolsonaro”, afirmou Humberto. “Certamente, Pernambuco também continuará alinhado com esse pensamento, com essas ideias, com essa visão.”

Para o senador, a forte sinalização dada pelo PT estadual em favor da construção desse campo amplo de esquerda tem reflexos muito importantes na condução dos rumos da legenda em Pernambuco e no plano nacional. “Por isso, quero agradecer aos militantes, aos filiados e às filiadas pelo enorme comparecimento para elegermos os diretórios municipais e os delegados que integrarão os congressos estadual e nacional. Foi uma grande manifestação de vitalidade do nosso partido”, disse ele.

Para Humberto, o PED em Pernambuco mostrou que o PT respeita o debate interno, mas está unido. “Esse é um processo importante, que confirma o quanto a vida partidária está ligada ao próprio processo democrático. Em um momento de tantos ataques a instituições e a própria Democracia, o partido mostra que sabe respeitar divergências, mas que a união de forças é sempre o melhor caminho para vencer retrocessos”, disse.