Desemprego aumenta enquanto país está paralisado em intrigas da família Bolsonaro, lamenta Humberto

Foto: Roberto Stuckert Filho

Com mais uma divulgação ruim do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que aponta o fechamento de mais de 43 mil postos de trabalho em março em todas as regiões, principalmente no Nordeste, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), acusou o governo, nesta quarta-feira (24), de não ter propostas para os brasileiros e paralisar o país “na fofoca e na intriga entre a família do presidente, astrólogos e membros do governo”.

Para Humberto, o povo está sendo tragado no meio de toda essa confusão pelo desemprego galopante e pela perda de renda. “A opção das urnas, em outubro, foi mais danosa para o país do que muitos julgavam. Mas é hora de nos reagruparmos e lutarmos juntos contra esses retrocessos”, declarou.

Segundo o parlamentar, o Brasil está diante de uma paralisia total, em que absolutamente nada anda, a não ser uma Reforma da Previdência que seus próprios líderes reconhecem como nociva aos mais pobres, aos quais caberá arcar com 70% da economia pretendida.

“O Nordeste registrou mais da metade das vagas de emprego perdidas em março. Uma imensa tragédia social, o pior março desde 2017. Isso frustra até mesmo a avaliação de experientes consultorias do ramo, que esperavam um saldo positivo de empregos, que, na verdade, não veio. É o reflexo direto da falta de governo e de políticas que gerem emprego e renda”, disparou.

O senador lembrou que, enquanto o povo sente na própria pele a rápida deterioração da situação econômica, com a gasolina a R$ 4,50 e o preço do tomate 31% mais caro, por exemplo, o governo torra R$ 40 milhões para bancar cada deputado que vote a favor da Reforma da Previdência.

Ele reiterou que o desemprego já ultrapassa 13 milhões de brasileiros e a taxa de desalento, aquelas pessoas que desistiram de procurar trabalho, é recorde. “E tudo isso depois de aprovada uma mentirosa Reforma Trabalhista, que rasgou a CLT, destruiu direitos e conquistas históricas e não gerou um único emprego dos 9 milhões que foram prometidos”, resumiu.

ELEITORES ARREPENDIDOS

No discurso, o parlamentar disse ter certeza que, hoje, há muitos arrependidos do voto que deram de boa-fé em Bolsonaro, enganados por mentiras que se mostraram muito mais nocivas do que pareciam.Atualmente, de acordo com o líder do PT, eles pagam o preço pela sua confiança com o próprio emprego, com menos comida na mesa, com a falta de médicos e com a escola dos próprios filhos.

“Quero me dirigir a todos vocês para dizer que não se desiludam porque, juntos, vamos mudar isso. E tudo começa com a mobilização para impedir retrocessos, como essa Reforma da Previdência. Nós temos um projeto exitoso de país, um projeto que criou o Fies, o ProUni, o Mais Médicos, o Minha Casa Minha Vida, que gerou mais de 20 milhões de empregos com carteira assinada, ao contrário desse governo que quer acabar com ela”, comentou.

Para Humberto, não é hora de se lamentar pelo voto dado. Ele acredita que quem votou em Bolsonaro foi, de fato, vítima de uma fábrica de mentiras que terminou por fraudar as eleições. “É hora de nos reagruparmos em torno do que queremos para o país e de lutarmos juntos”, finalizou.