Humberto condena ações contra comunidade indígena pelo governo Jair Bolsonaro

Foto: Divulgação

Para uma plateia formada por cinco mil índios Xukurus do Ororubá, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), fez críticas ao que chamou de política anti-indigenista do governo Jair Bolsonaro (PSL). Segundo ele, o presidente vem colecionando declarações ameaçadores à sobrevivência dos povos nativos e desmontando todas as ações promovidas pelo Governo Federal, ao longo de décadas, em favor da comunidade indígena brasileira.

“Este é um momento importante, de aglutinar forças. Especialmente, pela postura de enfrentamento que o governo Bolsonaro tem tido aos povos nativos. Entre os vários segmentos que o presidente procura atingir, desorganizar e desestruturar, ele escolheu os índios brasileiros como principal alvo”, afirmou Humberto.

O senador participou da Assembléia Xukuru, no último sábado (18), em Pesqueira, no Agreste pernambucano. O evento, realizado há 19 anos, discute as diretrizes das ações da comunidade, formada por 25 aldeias. Na ocasião, a morte do cacique Chicão, grande líder dos Xukurus, também foi lembrada.

Entre os ataques sistemáticos que vêm sofrendo os povos indígenas no Brasil, o governo Jair Bolsonaro decretou o esvaziamento das competências da Funai e colocou em xeque a demarcação de novas terras indígenas, ao determinar que a função fique sob o comando da ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM), representante da bancada do agronegócio na Câmara e conhecida como “musa do veneno”. O governo também tinha decidido extinguir a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), vinculada ao Ministério da Saúde, mas acabou recuando após protestos.

“Nós vamos resistir porque a luta é de todos nós. Precisamos estar juntos para manter nossos direitos. Portanto, é importante ter você, senador, e tantos outros parlamentares ao nosso lado para garantir que cada projeto de lei nocivo aos povos indígenas apresentado por esse governo seja combatido por vocês. E hoje queremos aqui reafirmar o compromisso, como liderança Xukuru, da continuidade da luta na defesa dos povos indígenas. Digo ao povo que avance”, disse o cacique Marquinhos Xukuru, líder da comunidade e filho do cacique Chicão.