Humberto destaca investimento de R$ 10 mi contra zika

Humberto: O governo não tem medido esforços para vencer a guerra contra o Aedes aegypti, que vem espalhando doenças e afetando a vida de milhares de famílias brasileiras. Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT no Senado
Humberto: O governo não tem medido esforços para vencer a guerra contra o Aedes aegypti, que vem espalhando doenças e afetando a vida de milhares de famílias brasileiras. Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT no Senado

 
Em uma nova etapa na guerra contra o mosquito Aedes aegypti, o Governo Federal anunciou investimento de R$ R$ 10,4 milhões para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com a finalidade de desenvolver estudos no combate ao vírus zika, relacionado à proliferação de caso de microcefalia em bebês.
“O governo não tem medido esforços para vencer a guerra contra o Aedes aegypti, que vem espalhando doenças e afetando a vida de milhares de famílias brasileiras. Com esses novos recursos anunciados, estamos avançando para buscar soluções definitivas contra a zika”, disse o líder do Governo no Senado, Humberto Costa,
Cerca de R$ 6 milhões serão destinados para projetos de cooperação bilateral para pesquisas de zika e microcefalia entre a Fiocruz e o National Institutes of Health (NIH). O restante, R$ 4,4 milhões, será para o financiamento da vacina contra a doença.
Ao todo, o investimento do Ministério da Saúde em estudos científicos já ultrapassa R$ 125 milhões para o desenvolvimento de vacinas e soros para as doenças causadas pelo Aedes aegypti, que – além do zika – é vetor de doenças como a dengue e a chikungunya.
De acordo com o senador Humberto Costa, apesar do investimento contra o mosquito, é preciso um esforço conjunto para combater o mosquito. “O Brasil está na vanguarda das pesquisas sobre o Aedes, mas é só com o a união de todos que conseguiremos erradicar o vetor de tantas doenças. Até agora, a forma mais eficaz de combater o mosquito é eliminando o foco”, destacou o líder do Governo.
Pernambuco – Segundo o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado no último dia 1º de março, foram notificados 1.672 casos de bebês com microcefalia em Pernambuco, dos quais 215 já foram confirmados.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment

Humberto: O governo não tem medido esforços para vencer a guerra contra o Aedes aegypti, que vem espalhando doenças e afetando a vida de milhares de famílias brasileiras. Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT no Senado
Humberto: O governo não tem medido esforços para vencer a guerra contra o Aedes aegypti, que vem espalhando doenças e afetando a vida de milhares de famílias brasileiras. Foto: Alessandro Dantas/ Liderança do PT no Senado

 
Em uma nova etapa na guerra contra o mosquito Aedes aegypti, o Governo Federal anunciou investimento de R$ R$ 10,4 milhões para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com a finalidade de desenvolver estudos no combate ao vírus zika, relacionado à proliferação de caso de microcefalia em bebês.
“O governo não tem medido esforços para vencer a guerra contra o Aedes aegypti, que vem espalhando doenças e afetando a vida de milhares de famílias brasileiras. Com esses novos recursos anunciados, estamos avançando para buscar soluções definitivas contra a zika”, disse o líder do Governo no Senado, Humberto Costa,
Cerca de R$ 6 milhões serão destinados para projetos de cooperação bilateral para pesquisas de zika e microcefalia entre a Fiocruz e o National Institutes of Health (NIH). O restante, R$ 4,4 milhões, será para o financiamento da vacina contra a doença.
Ao todo, o investimento do Ministério da Saúde em estudos científicos já ultrapassa R$ 125 milhões para o desenvolvimento de vacinas e soros para as doenças causadas pelo Aedes aegypti, que – além do zika – é vetor de doenças como a dengue e a chikungunya.
De acordo com o senador Humberto Costa, apesar do investimento contra o mosquito, é preciso um esforço conjunto para combater o mosquito. “O Brasil está na vanguarda das pesquisas sobre o Aedes, mas é só com o a união de todos que conseguiremos erradicar o vetor de tantas doenças. Até agora, a forma mais eficaz de combater o mosquito é eliminando o foco”, destacou o líder do Governo.
Pernambuco – Segundo o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado no último dia 1º de março, foram notificados 1.672 casos de bebês com microcefalia em Pernambuco, dos quais 215 já foram confirmados.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment