Humberto vota favorável a projeto de auxílio para atletas e profissionais do esporte

O Senado Federal aprovou, na noite desta quinta-feira (13), um projeto de lei que destina R$ 1,6 bilhão ao setor esportivo. A medida pretende socorrer a área nos mesmos moldes do que foi feito com a da cultura, ambas severamente afetadas pela pandemia do coronavírus.

Entre as ações do projeto, que volta para a Câmara dos Deputados depois de ter sido alterado pelos senadores, estão o pagamento de auxílio de R$ 600,00 para atletas e profissionais do setor, renegociação de dívidas de entidades e linhas de crédito para empresários ligados ao esporte, em especial para empresas de menor porte.

Muita gente ligada ao esporte foi duramente afetada por essa crise, ficou sem trabalho, sem ocupação, sem renda. Nada mais justo que, neste momento difícil, nós possamos socorrê-los para assegurar a continuidade de um trabalho de amplo alcance social”.

Senador Humberto

Entre as categorias abrangidas pelas medidas de amparo ao setor, estão atletas, treinadores, piscineiros e professores de futebol de várzea. Profissionais como cronistas, jornalistas e radialistas esportivos também foram incluídos entre os possíveis beneficiários desse auxílio emergencial. O alcance da lei vai beneficiar, ainda, entidades, profissionais e atletas paralímpicos. 

RECURSOS PARA A CIÊNCIA

Os senadores aprovaram ainda, na noite dessa quinta, uma proposta que veda o contingenciamento de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. O projeto pretende assegurar o uso do dinheiro do fundo para o aprimoramento da infraestrutura científica e tecnológica em instituições públicas e para a promoção da inovação nas empresas, por operações de crédito.