Para Humberto, o povo não sossegará enquanto Lula não estiver livre

Foto: Eduardo Matysiak

Neste domingo (7), em que a prisão do ex-presidente Lula completa um ano, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), disse acreditar que a libertação do maior líder político da história do Brasil está próxima. Humberto está em Curitiba, onde Lula está preso na superintendência da Polícia Federal, para participar das manifestações em favor da liberdade do ex-presidente.

Para ele, a população já sabe que não existem provas contra Lula. Além disso, o momento de indefinição política no Brasil e a agenda de retrocessos do governo de Jair Bolsonaro fazem com que a mobilização em defesa do ex-presidente aumente. 

“A gente hoje entende perfeitamente porque quiseram a prisão dele. Se Lula estivesse livre, teria sido presidente e jamais estaríamos assistindo ao que estamos vivendo.  A cada dia, tentam tirar mais um direito do povo brasileiro. Muitas das nossas conquistas estão ameaçadas. Os programas sociais estão sendo desmontados um a um. A Transposição do São Francisco, maior obra hídrica do Brasil, está parada e o desemprego só faz crescer”, disse o senador no ato da Jornada Lula Livre, ao lado de outras lideranças políticas, como o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), candidato à presidência da República em 2018.  

Além de Curitiba, dezenas de outras cidades do país realizam ato neste domingo pedindo a libertação do ex-presidente. Entre elas, Recife. Em outras 33 cidades pelo mundo, também acontecem eventos. “Não vamos descansar enquanto Lula estiver preso injustamente, não vamos parar enquanto ele não estiver nos braços do povo. Em cada trincheira deste país, vai haver um lutador, uma lutadora exigindo Lula Livre. E tenho certeza de que esse dia não vai demorar muito”, afirmou.