Senador Humberto espera que troca de líderes resulte em maior atenção

A troca do líder do Governo no Senado ainda repercute entre os parlamentares da base aliada nesta quarta-feira (14/3). O senador Humberto Costa (PT-PE), por exemplo, em conversa com jornalistas em frente ao plenário da Casa, ressaltou que a expectativa sobre a troca de Romero Jucá (PMDB-RR) por Eduardo Braga (PMDB-AM) é que, de agora em diante sejam neutralizados os problemas de falta de diálogo e distanciamento da base. “Com a ascensão de Braga, o Governo passa a contar com todo o PMDB. A intenção da presidente foi unificar o partido, que também é responsável pela governabilidade”, afirmou.
Humberto ressaltou que um “desentendimento” entre os parlamentares da base deixa o Governo em uma posição de “bode expiatório”, porque são os projetos de interesse governista que acabam sofrendo com a divisão. O senador ainda observou que essa mudança embora importante “não é suficiente”. O petista defende que o Governo melhore a relação com o Parlamento. “É preciso uma atenção maior e o atendimento de algumas pleitos”, avaliou.
Fonte: da Liderança do PT no Senado.

Senador Humberto espera que troca de líderes resulte em maior atenção

A troca do líder do Governo no Senado ainda repercute entre os parlamentares da base aliada nesta quarta-feira (14/3). O senador Humberto Costa (PT-PE), por exemplo, em conversa com jornalistas em frente ao plenário da Casa, ressaltou que a expectativa sobre a troca de Romero Jucá (PMDB-RR) por Eduardo Braga (PMDB-AM) é que, de agora em diante sejam neutralizados os problemas de falta de diálogo e distanciamento da base. “Com a ascensão de Braga, o Governo passa a contar com todo o PMDB. A intenção da presidente foi unificar o partido, que também é responsável pela governabilidade”, afirmou.
Humberto ressaltou que um “desentendimento” entre os parlamentares da base deixa o Governo em uma posição de “bode expiatório”, porque são os projetos de interesse governista que acabam sofrendo com a divisão. O senador ainda observou que essa mudança embora importante “não é suficiente”. O petista defende que o Governo melhore a relação com o Parlamento. “É preciso uma atenção maior e o atendimento de algumas pleitos”, avaliou.
Fonte: da Liderança do PT no Senado.